• (15) 3233-6372

  • (15) 99820-2960

  • 10h - 12h | 13h30 - 20h30

  • Segunda a Sexta

Gluteoplastia de Aumento

Indicação 

Toda a pessoa que tem a nádega pouco desenvolvida pode se beneficiar com a gluteoplastia de aumento ou cirurgia plástica de aumento das nádegas. É indicado para aquelas pessoas que já tiveram nádegas bonitas quando jovem mas, por causa da vida sedentária, alimentação ou perda de peso, viram o seu bumbum diminuir ou perder a forma. A melhor maneira de modelar, dar firmeza, e arredondar conseguindo uma projeção sensual e jovial, é através da prótese de silicone glútea. 

Uma opção para quem não deseja ter uma prótese de silicone implantada é a lipoescultura com injeção de gordura na região das nádegas (glútea). Outra opção, que só pode ser indicada para pouquíssimos pacientes, é a utilização da própria pele que seria retirada quando se faz um lifting corporal ou body lift (ver no item abdominoplastia). Ao invés de se desprezar toda gordura das costas (região lombar), ela é utilizada como um “sanduíche” para aumentar as nádegas (glúteos). 

Os liftings glúteos ou suspensões glúteas são técnicas nas quais realizam-se cortes (incisões) para retirar excesso de pele em volta das nádegas para que subam e empinem. Sua desvantagem é a formação de cicatrizes, mas que são escondidas. 

Muito se fala atualmente sobre a bioplastia com a injeção de grandes quantidades de poli-metil-metacrilato nas nádegas. A cada dia surgem novos relatos de pacientes que, após anos, começaram a ter reações alérgicas a esse produto, inclusive com sequelas totalmente deformantes. Afinal, como esse material não é absorvido, ficará para sempre no organismo, ou seja, não existe cirurgia plástica para retirá-lo do corpo. O resultado pode ficar parecido com os do silicone injetável que era muito comum nos anos 70 e 80: no início ficavam belos, mas após poucos anos caíam e deformavam as nádegas. Por esse motivo, não realizamos esse tipo de tratamento para gluteoplastia de aumento.

Tempo de Internação


Entre 24 a 48 horas.

Tipo de anestesia


Preferencialmente peridural, podendo eventualmente ser a anestesia geral.

Técnica cirúrgica


Através de um pequeno corte de no máximo oito centímetros, localizado no sulco (espaço) entre as duas nádegas, introduz-se a prótese de silicone glútea dentro do músculo glúteo máximo, que é o maior músculo do corpo humano. Isto traz um resultado natural, onde as próteses não podem ser vistas e nem palpadas. A cicatriz fica geralmente muito escondida nesta região. 

É importante lembrar que a prótese ideal é a feita especificamente para o glúteo, pois a prótese de silicone usada para seios (mamas), é menos resistente que a usada para as nádegas.

Pós-operatório


Um dreno em cada uma das nádegas sempre é mantido por 24 a 72 horas pra diminuir o risco de formação de líquido (seroma) e sangue (hematoma). Os pontos são retirados entre 10 e 20 dias.

Dificuldade para sentar, caminhar, tomar banho e uma pequena dor podem aparecer nos primeiros dias. A paciente deve dormir de barriga para cima com um travesseiro acima e outro abaixo das nádegas por sete a 14 dias, para evitar pressão sobre a prótese. Dirigir automóveis é liberado após um mês e atividade física intensa, como musculação ou natação, após três meses.

Não há restrição para sentar, pois não se senta sobre a prótese, uma vez que ela é localizada nos dois terços superiores da nádega e o peso do corpo na posição sentada é descarregado sobre o terço inferior. 

Os movimentos que devem ser realizados com suavidade no início são: subir escadas, pular e se levantar do chão ou de uma cadeira, pois são essas atividades que mais forçam o músculo glúteo máximo.

É importante lembrar que é contra indicado a injeção intramuscular nas nádegas enquanto se usar a prótese glútea.

Complicações


Dentre as complicações possíveis, podem ser citadas: acúmulo de acúmulo de líquido (seroma) e a dor no local da cirurgia. Entre as complicações raras estão: acúmulo de sangue (hematoma), infecção, abertura dos pontos (deiscência da sutura), prótese palpável (superficial) ou fora da posição, tromboses venosas e problemas anestésicos.

Resultado definitivo


O resultado definitivo da gluteoplastia de aumento se dá após seis meses, quando todo o inchaço (edema) das nádegas é absorvido pelo organismo.

As informações aqui colocadas correspondem ao mais habitual, podendo haver alterações de paciente para paciente. Por isso a consulta médica é indispensável.

Estamos preparados para te ajudar!
Nós somos acessíveis a você para questões ou preocupações que possam surgir.


ligue agora
(15) 3233-6372

ou