• (15) 3233-6372

  • (15) 99820-2960

  • 10h - 12h | 13h30 - 20h30

  • Segunda a Sexta

Mamoplastica Redutora

Mastoplastia ou mamoplastia é o nome dado para as cirurgias plásticas das mamas. Alguns tipos de mastoplastias podem ser diferenciados e especificados de acordo com a finalidade da cirurgia, por exemplo:

 

  • Mastoplastia redutora: objetiva diminuir o volume e dar nova forma às mamas;

  • Mastoplastia de aumento: acrescentam próteses mamárias (de silicone ou de silicone com poliuretano) para projetar esteticamente ou preencher deformidades adquiridas;

  • Mastopexia (cirurgia para corrigir a queda): eleva-se a mama com pequena ou nenhuma redução de volume associado;

  • Mastoplastia de equilíbrio: o objetivo é equilibrar as assimetrias muito evidentes.

     

Indicação

 

As pacientes procuram os cirurgiões plásticos para uma plástica mamária (mamoplastia) devido aos seguintes motivos:queda (ptose) das mamas: ocorre devido a fatores genéticos, idade, gestações, ganhos e perdas acentuados de peso;diferenças do tamanho e forma entre as mamas (assimetrias): ocorrem em 95% das mulheres alguma diferença entre as mamas. Quando uma é muito maior ou tem forma muito diferente da outra, a mamoplastia está indicada;tamanho das mamas: a diminuição do volume das mamas pode ser desejada devido a objetivos estéticos ou funcionais, como dor na coluna ou alterações na curvatura da coluna (cifose ou escoliose);cicatrizes após cirurgias: após cirurgias de biópsias de cistos mamários ou retirada das mamas devido a doenças como câncer.


Tempo de Internação


Entre 12 e 24 horas.

Tipo de anestesia


Pode ser geral, peridural ou local com sedação.


Técnica cirúrgica


Dependendo do tamanho, forma e desejo de uma maior ou menor redução das mamas, além das características da pele, os cortes (incisões) e cicatrizes poderão ser em “T” invertido, em “L” ou em volta da aréola. Durante a cirurgia tanto o excesso de pele como de tecido mamário são retirados. Pontos internos e externos na mama farão a sua remodelação.Algumas pacientes podem ser beneficiadas com uma técnica mais moderna, chamada popularmente de “autoprótese”, quando tenta se aproveitar a maior parte do próprio tecido mamário para realizar a cirurgia.No final da cirurgia é feito um curativo de forma a ajudar na modelagem das mamas, além do uso de soutien específico para mamoplastia. Toda e qualquer anormalidade encontrada durante a cirurgia como cistos ou nódulos serão encaminhados para exame específico, assim como também serão examinados todos os fragmentos da mama retirados durante a cirurgia de redução mamária.

 

Evolução a longo prazo


A mastoplastia redutora não é cirurgia para o resto da vida, afinal a paciente continua envelhecendo. 

Alguns fatores como idade, variação do peso corporal, qualidade e textura da pele, influências hormonais, gravidez e lactação interferem nas mamas, independentemente de terem ou não sido operadas. Assim, nova cirurgia poderá ser indicada quando, com o passar do tempo, estas alterações se apresentarem, alterando o formato e/ou volume mamários. 

As informações aqui colocadas correspondem ao mais habitual, podendo haver alterações de paciente para paciente. Por isso a consulta médica é indispensável.

Estamos preparados para te ajudar!
Nós somos acessíveis a você para questões ou preocupações que possam surgir.


ligue agora
(15) 3233-6372

ou